História do Palmas FR

O surgimento da mais nova e promissora Capital do País não poderia ficar restrito somente a abertura de ruas, construções, asfaltos, mas também à febre e paixão nacional: o FUTEBOL! Palmas não foi diferente. Já em 1989, apesar do futebol estar engatinhando no cerrado, alguns pioneiros da terra davam o pontapé inicial ao surgimento das primeiras equipes na Capital. O primeiro time surgido na cidade foi o Taquarussu, ainda Distrito municipal de Canela. Logo após surgiram outras equipes como Araguaia, Juventude e Taquaralto. No glorioso ano de 1991, constitui-se a Sociedade Esportiva Canela, considerado um dos times mais fortes da região, vencendo dois campeonatos seguidos em 1992 e 1993, e tendo como presidente o desportista Tarcizo Jesus Abreu Lima.
No final de 1996, vários desportistas da cidade idealizavam a criação de um time profissional para a disputa do Campeonato Estadual profissional, criou-se partir deste momento uma comissão composta por quatro pessoas- Miguel ngelo de Negri, Antônio Moisés, Tarcizo Jesus Abreu e Belmiran José de Souza, que ficaram encarregados de regularizar a documentação para o surgimento
do Palmas Futebol e Regatas. Era preciso o clube ter situação em dia junto à Federação Tocantinense de Futebol (FTF), sendo assim o presidente da Sociedade Esportiva Canela, Tarcizo Jesus Abreu liberou toda a documentação para o surgimento do maior time do Tocantins! 

Oficialmente em 31 de janeiro de 1997 foi criado o primeiro clube profissional da Capital, o PALMAS FUTEBOL E REGATAS!
A reunião que oficializou a fundação da equipe aconteceu nas dependências do Centro de Tradições Gaúchas (CTG), e contou com a presença do então governador Siqueira Campos, de várias autoridades, empresários, simpatizantes e jogadores. Quando o Tricolor iniciou suas atividades em 1997, a Capital ainda não tinha um campo com capacidade para abrigar jogos do Campeonato Tocantinense. Para treinar os jogadores utilizavam o campo de terra da Arse 72 (706 Sul). As partidas oficiais pelo Campeonato Estadual e Brasileiro da Série C foram disputadas em Porto Nacional, Paraíso e Miranorte. Em 1998, o Palmas começou a mandar seus jogos no Morada do Sol, em Taquaralto e na Arno 43 (407 Norte/Escolinha Nilton Santos). Somente com a construção do Estádio Nilton Santos, a partir de 2000, é que o clube passou a ter um local mais adequado para as suas conquistas.


A primeira partida oficial do clube ocorreu no dia 30 de março de 1997 e o atacante Belziran com muita garra e honra marcou o primeiro gol da história do PALMAS F.R., apesar de tanta euforia fomos derrotados pelo Interporto por 2 x 1.

1997: Walter Borges (1º presidente)
1998 – 1999: Manoel de Jesus
2000: Manoel de Jesus, Alexandre Ubaldo e Milton José da Silva
2001 – 2002: José Silva Pinto
2003 – 2004: José Silva Pinto/Arnauld Rodrigues
2005 – 2007: Adagsmar Araújo
2007 – 2009: Fernando Rezende de Carvalho
2008: Carlos Santos Manzini Júnior (90 dias no lugar de Fernando Resende, que pediu
afastamento para concorrer a cargo eletivo)
2008 – 2009: José Welington Martins Tom Belarmino (renunciou em agosto de 2009)
2009 – 2011: Josivaldo Alves da Silva
2011 – 2013: Donizete Aparecido da Silva (maio 2011 a 31 de maio 2013)
2012 – 2013: (tampão) – Donizete Aparecido da Silva
2013 – 2016: Richard Sanhes 
2016 (abril a junho): Alexandre de Paula Alves
2017 – Lucas Meira

    TREINADORES DO PALMAS FR

    Carlos Magno:
    (1997, 2000, 2001, 2003, 2004,2006, 2012 e 2015)
    Ivan Gradin: 2000
    Vicente Sousa: 1998
    Alécio Gomes: 1998
    Erisvaldo Souza (Perica): 1998
    Edson Frank: 2002
    Djalma Lima: 2002
    Rodrigues Gato: 1999
    Belmiran José de Souza: 1998
    Haydn Lins: 2005
    Thomaz Abreu: 2008
    Sérgio Belfort: 2002
    Nelson Mourão: 2007
    Everaldo Bezerra: 2007 (2)
    Roberto Oliveira: 2007/2009
    Ernesto Guedes: 2008
    Paulo Mendes: 2010
    Márcio Goiano: 2010
    Luiz Henrique Arantes: 2013
    Zé Humberto: 2013
    Celinho Valentim: 2014
    Wilsomar Sena: 2015/2016
    Maxsandro Barbosa: 2016
    Célio Ivan: 2016